quinta-feira, 17 de Julho de 2014

Para as FÉRIAS!

Em tempo de férias também se pode viajar pelo conhecimento e por lugares virtuais como este que propõe Passeios pela Matemática. Vamos ver o que descobrimos por aqui.
E se também visitássemos http://www.educ.fc.ul.pt/icm/icm98/icm45/jogos.htm? Aqui encontramos problemas geométricos. Mas em http://www.educ.fc.ul.pt/icm/icm98 encontramos muito mais.

segunda-feira, 9 de Junho de 2014

Mensagem de Luís Bizarro Borges

Embora me tenha sido endereçado, o e-mail que recebi de Luís Bizarro Borges não é para mim mas sim para toda a Turma Girassol, na sequência do trabalho anterior e apresentação da peça "O Morgado", pelo que aqui o transcrevo, tal como o recebi. 


----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Luís Bizarro Borges                                       06/06


Caro Jorge  Pimentel,

Ontem, por qualquer razão relacionada com o tempo e com as circunstâncias, não foi possível dar os parabéns à turma Girassol pelo desempenho fantástico que tiveram na representação da peça teatral.
Não sei se vamos ter oportunidade dos nos cruzarmos no futuro. Por isso, quero manifestar neste e-mail a minha profunda admiração pelo trabalho exemplar da turma. Como uma turma é uma equipa, nela incluo, logicamente, o professor Jorge.
Para o jovens atores quero deixar um abraço amigo. Prometo que estarei atento às vossas próximas aventuras.
Até sempre

Um diamante

Uma tarde a Rita foi ao parque com a mãe e o amigo João.
A mãe estava sentada num banco a vê-los brincar.
Eles,que adoravam brincar juntos, riam-se, divertiam-se e muito mais:
 – Ha! Ha! Ha!
 – He! He! He!
 – Queres vir jogar às escondidas?
 – perguntou o João.  – Sim! – respondeu a Rita contente.
E foram jogar.
Quando a Rita foi procurar o João, viu uma coisa brilhante. Parecia um diamante!
 – João! João! Encontrei um diamante – disse a Rita.
Foram os dois ter com a mãe da Rita e ela viu que não era um diamante. Era um pequenino cristal de quartzo, muito brilhante e bonito.
Ficaram os dois com ele e ficou guardado como uma peça que simboliza a sua amizade.

Jogos no parque

O João e a Rita brincam no Parque da Devesa que é tão bonito.
Eles jogaram à apanhadinha e depois pararam. O João disse à Rita para irem andar de bicicleta e os dois darem a volta ao Parque da Devesa e eles gostaram de andar pelos caminhos do parque e depois pediram à mãe:
― Podemos deixar aqui as bicicletas?
― Claro que sim. O que quereis fazer agora?
­― Queremos brincar à beira das árvores pintadas.
E depois a Rita e o João foram para as árvores, brincar com pedras e a Rita subiu a uma pedra mais alta também! Eles adoraram mas a mãe disse:
― Meninos, voltem para aqui!
E depois a mãe disse para os meninos verem o rio do parque que é bem bonito e tem patos.
Mas eles ainda jogaram um jogo e depois disseram:
― Nós vamos andar de bicicleta.
Mas só João foi andar de bicicleta. A Rita e a mãe ficaram na pedra a jogar “pedra, papel, tesoura” o João derrapou numa pedra e caiu.
Correu todo bem, mas se magoou!    

 Tiago rui

O João e a Rita no parque aquático

Era uma vez uma menina que se chamava Rita e era amiga e colega de carteira de um rapaz chamado João. Eles um dia ao fim de tarde a mãe da Rita foi buscá-los à escola.
— Onde é que vamos?
— Vamos a um parque aquático-respondeu a mãe da Rita.
Quando eles chegaram, a mãe da Rita disse:
— Meninos vistam os fatos de banho!
— Sim mãe!-respondeu a Rita.
Um pouco mais tarde, depois de eles vestirem os fatos de banho, João pergunta à mãe da Rita:
— Em que escorrega vamos andar primeiro?
— No que tu quiseres!
E a Rita ao ouvir o que a mãe disse foi logo, a correr, para o escorrega que tinha forma de flor, e o João foi a correr para o escorrega que tinha forma de um dinossauro, mas antes de irem a mãe disse:
— Eu estou na piscina dos adultos. Se precisarem de mim é só irem lá.
Depois do aviso lá foram eles para os escorregas, passado um bocado o João e a Rita encontraram-se, e o João disse á Rita:
— Eu estou com fome e tu?
— Eu também tenho fome.
— Tive uma ideia! Que tal pedirmos um lanche à tua mãe?
— É uma boa ideia!
Eles foram pedir o lanche mas havia um problema, eles não se lembravam onde era a piscina dos adultos, e então o João viu um mapa do parque e gritou:
— Rita Rita, anda ver!
— O que foi?
— Encontrei o mapa do parque.
— Assim podemos ver onde fica a piscina dos adultos.
Foram os dois a correr e de repente o João ouviu um barulho e viu a Rita espalhada no chão.
— Magoaste-te?
— Sim acho que torci o pé.
João pegou na Rita, que apoiou no braço dela no ombro dele, chegarem ao pé da mãe e o  João disse:
— A Rita partiu o pé.
— Se calhar partiu mas tem de ir ao hospital.

A mãe e o João levaram a Rita ao hospital. Não havia nada partido, mas a mãe recomendou aos dois para não correrem em espaços molhados.

Teatro no parque

A Rita e o João saíram da escola apressadamente e a Rita diz:
- João! Anda! Vamos pedir à minha mãe para irmos ao parque!
O João adora a ideia da Rita e lá foram, os dois amigos contentes.
Quando chegam à mãe da Rita , o João diz:
-Olá mãe da Rita! Podes levar-nos ao parque? Por favor!...
A mãe da Rita faz um pequeno sorriso e diz:
- Está bem. A que parque querem ir?
- Ao parque da Devesa!!!!
E lá foram. Viram rãs, sapos, passarinhos, árvores, flores, coelhos e outras coisas.
De repente diz a mãe, da Rita:
-Vamos embora, meninos! Faz-se tarde!
- Nãooooo! – dizem os meninos tristes e em coro. – Vamos fazer-te um espetáculo!
E lá começaram eles a apresentar à mãe um pedaço do teatro ensaiado na escola, até que a mãe os interrompeu.

- Pronto, meninos. Acabou! Vamos embora, fica o resto para amanhã!